Adolescentro Menina oferece orientação a 220 alunas

Com foco na orientação e prevenção, o projeto Adolescentro Menina, da Secretaria Municipal de Assistência Social de Araucária (SMAS), atende a 220 adolescentes, de 14 a 17 anos, com atividades bem variadas. As alunas são de famílias que participam de projetos sociais desenvolvidos pela Prefeitura no município. São quatro turmas de adolescentes que comparecem duas vezes por semana.

O projeto, que está no quarto ano, trabalha o desenvolvimento pessoal e profissional. Por meio de palestras, assuntos como sexualidade, drogas, violência doméstica e sexual, cuidados e prevenção relacionados à gravidez, primeiro emprego e autoestima são debatidos com elas. Dinâmicas e aulas de culinária básica promovem a interação delas, além de preparar para a vida.

Artesanato
Durante esta terça-feira (29), instrutoras e alunas do Adolescentro Menina realizaram uma exposição de objetos confeccionados por elas no saguão da Prefeitura. “O artesanato é um instrumento que torna o projeto mais atrativo. A gente percebe que elas gostam de realizar essa atividade. Se sentem valorizadas, que são capazes de transformar sua realidade”, avaliou a coordenadora Silmara Gawleta.

Capas de caderno e bonecas de E.V.A. (material emborrachado), cestas de papel, tricô, panos de prato, bordados, fuxicos, sacolas com tecido de sombrinhas são alguns dos exemplos dos produtos confeccionados pelas adolescentes. Frequentemente, o conhecimento adquirido por elas é repassado a pessoas da comunidade e de outros projetos do município.

“Gosto de artesanato. Faço para mim e para minhas irmãs”, contou Daiane Cordeiro da Rosa, 15 anos, uma das alunas. Moradora do Tupy, ela afirma que a participação no Adolescentro Menina trouxe boas mudanças em seu comportamento. “Não fico mais na rua. Era muito estressada. Eu não fazia crochê porque não tinha paciência. Agora faço”, revelou.

O conhecimento de artesanato já serve de geração de renda para algumas meninas. Silmara comentou que pessoas de escolas, vizinhos e familiares costumam fazer encomenda para elas. Somente uma das alunas do projeto teve um pedido de 50 bonecas de E.V.A. recentemente.

Primeiro emprego
Pensando em oferecer condições para o ingresso dessas adolescentes no mercado de trabalho, a coordenação do Adolescentro Menina oferece aulas visando o projeto Adolescente Aprendiz, do Senai. São seis meses de estudo específico para essa prova de seleção. Além disso, são instruídas, por exemplo, sobre comportamento adequado em ambiente de trabalho e elaboração de um bom currículo.

O ingresso no projeto do Senai é tido como uma boa oportunidade de colocação em empresas parceiras. Nesta semana, um grupo de meninas está participando de um 'intensivão' na sede do Adolescentro Menina para a prova do Senai que será realizada no dia 2 de junho. O reforço nos estudos para o exame foi um pedidos delas. Duas professoras do projeto estão dando suporte.